CLICK HERE FOR THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES »

Agonia... Solidão

Agonia... Solidão

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2008

Repouso


Nem tudo o quanto me toca;
Cala-se nessas horas de espera;
Em que o céu e a terra convergem;
Para o repouso sagrado de teu abraço;

E anuncio aos quatro contos distintos;
Desse mundo cansado de ser;
Tudo por nada e nada no espírito;
Que meu amanhecer já tem nome;

Gravado no íntimo profundo;
Da criança que reside pura;
Em meu espírito tanto esquecido;
Na solidão de minha noite;

Onde a sombra do destino sempre ecoou;
Até o dia em que tua mão afagou meu rosto;
E tirou o medo de meus olhos;
E a cegueira de meu coração.


Genesis

2 comentários:

Clotilde S.(canela_e_jasmim) disse...

Tenho medo de vir romper o teu silêncio, poeta!
Mas deixo-te um beijo.

sónia disse...

um repouso assim sabe melhor, sem duvida :)

beijito