CLICK HERE FOR THOUSANDS OF FREE BLOGGER TEMPLATES »

Agonia... Solidão

Agonia... Solidão

quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Noite de Natal

Imagem: Feliz Natal
Autor: LeuNam MAX


Que sonhos tenho agora;
Nesse exato instante em que me questiono;
E me perco nas palavras que escrevo;
Sorrio..., inerte e sem por que;
Ou talvez exista um por que;

Sim..., creio que sim...;
Nesse exato instante;
Às 22h51min do dia 24 de dezembro de 2008;
Estou só em meu quarto;
A ouvir música e a compor versos...;

Meus pais dormem;
Meus irmãos estão ausentes;
Não puderam vir para a noite de natal;
Estou só, mas não sozinho;
Sinto-me feliz como há muito não me sentia;

Por quê...???
Talvez pelo fato de ter entendido;
O coração dos que me rodeiam;
As amizades que se demonstram;
Em abraços e beijos incondicionais e verdadeiros;

Ou talvez pelo aceno e pelo sorriso que recebi;
Após a saída da missa de natal;
Da jovem de cabelos claros e olhos castanhos;
Que embala agora meus pensamentos;
E arranca meus sorrisos sem que eu perceba;

Quem sabe..? Quem pode dizer-me...?
Não sei, mas enfim tampouco importa;
Vale o que sinto e desfruto desse sentimento;
Sinto-me vivo, feliz;
E isso tanto me basta.

A todos que me rodeiam, mesmo que eu não os veja, eu os sinto, estão todos em meu peito. Um abraço a todos, e que a alegria e a felicidade estejam em seus corações da mesma forma como estão agora no meu.


UM FELIZ E GRANDIOSO NATAL, E UM ANO NOVO CHEIO DE ESPERANÇA.
Genesis

8 comentários:

Je Vois la Vie en Vert disse...

Não estás só mesmo se os teus amigos são só virtuais, são amigos na mesma e se precisares deles (falo por mim) basta chamá-los.

Tu, meu amigo Genesis, na altura em que fiquei decepcionada por ter perdido o meu primeiro blog, estavas presente e ofereceste-me um poema, nunca me esquecerei da tua generosidade !

Não fui a missa da meia noite mas fui a missa do dia de Natal e também senti muito carinho. Aproximei-me do coro, que já me conhece, e cantei com eles o GLORIA IN EXCELSIS DEU com muita emoção !
Abracei, beijei e dei prendas ao mendigo que costumo cumprimentar à saída da missa e vi as lágrimas nos olhos dele por se sentir um ser humano como os outros mesmo sujo e com roupas velhas.
Recebi amor e dei a quem mais precisava e fiquei felicíssima!

Muitos beijinhos verdinhos de esperança

ci disse...

Bom ano...:)

beijo da ci

MagnetikMoon disse...

Feliz Ano Novo:)

Magnetikiss;)

delusions disse...

Vim desejar um bom ano novo*

Isabel disse...

Os amigos não são, sempre, aqueles que estão sempre ao pé de nós; mas, sim, aqueles que estão presentes, sem que os chamemos, quando deles precisamos.

Bjt

paulinho damascena disse...

Belo texto,
gostei muito...

vc escreve divinamente, parabéns.

Depois passe lá no meu Blog

http://pcsouzabv.blog.uol.com.br/

Just Me...S disse...

Eu acabei de perder um amigo e ainda não me consegui mentalizar disso...ele continua comigo...

Beijo...e estou a tentar voltar à blogosfera...

Leunam Max disse...

Surpreendido... completamente surpreendido.